Casa de Ossos

Gosto de colecionar lugares sinistros pela terra para visitar algum dia. Já fui pras Catacumbas de Paris e ainda vou àquela igreja de ossos de Praga. Afinal, se tem um bom motivo para estar vivo é lembrar que algum dia vamos morrer.

A beinhaus (casa de ossos) é um lugar onde as caveiras dos mortos eram recolhidas, limpas e tingidas de branco por semanas de banhos de sol e de lua. Depois, eram pintados com pigmentos naturais: flores para as mulheres, ervas para os homens. O nome e as datas de nascimento e de morte eram escritas na testa. O austríaco Paul Kranzler fotografou a beinhaus e as caveiras pintadas. “A tradição começou em 1720 e agora há mais de doze mil caveiras, seis mil e 10 das quais foram pintadas. A última caveira que entrou na beinhaus foi em 1995. Sua dona morreu em 1983 e foi seu último pedido ser guardada ali”, diz o fotógrafo em entrevista para a New Yorker.

Além das caveiras decoradas, Kranzler fotografou a vista da balsa que leva até o local, mas, sinceramente, quem precisa de balsa quando você tem caveiras decoradas com letras góticas?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s