Corpo, horror, beleza

Como todos os nossos corpos, talvez. Kate Lacour, de Nova Orleans, traduz corpos em diagramas anatômicos distorcidos que poderiam ser assustadores se não fossem tão poéticos. Sentados em posição de lótus, corpos com genitais e cobras e monstros em lugares de outros membros parecem até naturais, direto de um livro didático antigo. Não me canso de olhá-los e toda vez me fazem sorrir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s